Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Criminalidade violenta e grave diminui 11,1% no primeiro trimestre


A criminalidade geral participada à GNR, à PSP e à PJ também desceu 4,5% face ao mesmo período de 2010.

Houve menos crimes violentos no primeiro trimestre de 2011 relativamente ao período homólogo de 2010. A criminalidade violenta e grave participada às forças de segurança diminuiu 11,1% nos primeiros três meses do ano, de acordo com a análise feita ontem numa reunião do Gabinete Coordenador de Segurança.

A análise da criminalidade participada às várias forças de segurança - GNR, PSP e PJ - revela ainda que no primeiro trimestre deste ano se verificou uma descida de 4,5% na criminalidade geral.
O recente fenómeno de furtos de ATM (caixas multibanco) com recurso a engenhos explosivos e possíveis estratégias de prevenção e investigação para combater este crime também estiveram em cima da mesa.

O Relatório Anual de Segurança Interna relativo a 2010 mostrava ainda que o número de assaltos a ourivesarias cresceu 20% face ao ano anterior e os assaltos à mão armada em residências 50% (de 440 para 683 casos).

O número de violações participadas também cresceu. Este tipo de crime subiu de 375 ocorrências em 2009 para 424 em 2010, o que representa um acréscimo de 13%.

Por outro lado, houve menos incidência de crimes como os assaltos a bancos, instituições de crédito ou farmácias. Nos assaltos a bancos e a instituições de crédito houve um decréscimo de 42% e nos assaltos a farmácias um decréscimo de 22% face ao ano anterior.


In Jornal I , 27/05/2011

Sem comentários:

Enviar um comentário