Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Ourivesaria assaltada à mão armada no centro de Lisboa

 
Uma ourivesaria foi ontem de manhã assaltada à mão armada por três homens, em pleno centro de Lisboa, junto ao Marquês de Pombal, na Avenida Fontes Pereira de Melo.
Os proprietários da ourivesaria Gioia estavam no seu interior quando os assaltantes entraram. Os homens de armas na mão, que segundo testemunhas, tinham pronúncia brasileira, apontaram uma arma de fogo ao proprietário.
Segundos antes, tinham passado com uma carrinha Citroën Jumper branca pelo parque de acesso ao Hotel Sana, mesmo ao lado do local do roubo.
(...)
Ontem, com os donos da ourivesaria controlados sob a mira de uma arma, os ladrões abriram a montra principal pelo lado de dentro com uma marretada no fecho de segurança. Retiraram só as jóias que lhes interessavam. A carrinha estacionada no exterior serviu como cobertura para o assalto.
Com as jóias metidas dentro de um saco fugiram do local a pé. Deixaram a carrinha furtada no local. As autoridades policiais suspeitam que possa existir um segundo carro de fuga à espera dos assaltantes.
A ourivesaria Gioia, conhecida por ter entre os clientes alguns políticos portugueses e hóspedes de luxo do hotel, está dotada de sistema de videovigilância. As imagens foram levantadas por elementos do Laboratório da Polícia Científica (LPC) que estiveram ontem no local a recolher vestígios. A carrinha dos assaltantes também foi rebocada para ser analisada.
Com a cotação do ouro em alta, os assaltos a ourivesarias têm aumentado muito nos últimos meses, com os roubos violentos a deixarem os ourives alarmados.


                                   

Adaptado Diário de Notícias,15/12/2010, Luis Fontes

O roubo terá sido planeado com antecedência. Dono sentia-se vigiado pelos ladrões.

Sem comentários:

Enviar um comentário